Posted by: guyveloso | 10 de March de 2017

Coleção Ipsis de Fotografia Brasileira

Elza Lima e Guy Veloso: a fotografia paraense na Coleção Ipsis de Fotografia Brasileira. Organização: Eder Chiodetto.

Lançamento: 7º Festival de Fotografia de Tiradentes, 24 e 25 de março de 2017.

documentary photography brazil

Foto: Guy Veloso. Vale do Amanhecer, Planaltina-DF, 2015.

A Coleção Ipsis de Fotografia Brasileira, uma iniciativa da Ipsis criada em 2013 para prestigiar a fotografia nacional, inicia o ano lançando dois nomes do notável cenário da fotografia paraense: Elza Lima (vol. 5) e Guy Veloso (vol. 6).

Com um trabalho intenso permeado de inovações, ambos desenvolveram linguagens próprias que abordam temas densos: Elza evoca o onírico e faz uma narrativa de poética singular sobre a vida de ribeirinhos e caboclos amazônidas e Guy Veloso nos transporta para um mergulho inquietante e profundo na fé dos devotos de diversas religiões praticadas no Brasil.

A fotografia entrou na vida de Elza antes mesmo que tivesse consciência dela quando, ainda criança, descobriu fascinada dentro de um armário uma foto que o bisavô havia trazido da Europa. Ao retratar o interior da região amazônica ela relembra o rico imaginário vivenciado na infância ampliado com a leitura de clássicos, de obras sobre a Amazônia e de mitologia: “Acredito que um bom fotógrafo está sempre respaldado no imaginário. Meu trabalho é muito voltado para o sonho.”

Uma cultura imaterial existente, riquíssima, que emociona e transcende, assim Guy Veloso define as manifestações religiosas que fotografa há 30 anos, com especial destaque aos penitentes que cometem auto-flagelo, um dos destaques da 29a Bienal de Arte de São Paulo. Trabalho dedicado, vivenciado, fruto de uma pesquisa aplicada, que abriu um diálogo tão intenso entre autor e objeto fotografado que findou numa rara e extraordinária situação: virei meu próprio tema, diz o fotógrafo.

Cuidadosamente selecionados por Eder Chiodetto, renomado curador da área de Fotografia e organizador da Coleção Ipsis, Elza e Guy são representantes de peso da fotografia contemporânea documental com trabalhos expressivos que abordam de forma distinta, singular, aspectos de nossa cultura.

Eder define o trabalho de Elza como uma “poética fluída e especial, que cria a possibilidade de fabular por meio das composições labirínticas que intercalam diversos planos, fato que confere grande originalidade à obra da artista”.

Sobre a produção de Guy, o curador destaca a intensidade da imersão alcançada pelo fotógrafo com o tema de seu trabalho que ultrapassa a própria fotografia e remete ao transe, criando uma transcendência entre o autor e sua área de pesquisa. A idéia do “transe”, aliás,  foi a chave que o curador propôs ao autor para selecionar obras de seu imenso acervo.

Através das escolhas de Eder Chiodetto, a Coleção Ipsis de Fotografia Brasileira contribui para o enriquecimento da área lançando o primeiro livro dos autores que ainda não possuíam publicações dedicadas exclusivamente às suas obras.

Serviço: Lançamento da Coleção Ipsis de Fotografia Brasileira, volumes 5 e 6
no 7º Festival de Fotografia de Tiradentes, informações no Facebook
(  https://www.facebook.com/events/210287209379300/  )

Programação:

Exposição e autógrafos: Espaço Ipsis – Sobrado Quatro Cantos / R. Direita, 5

Bate-papo com Elza Lima e Eder Chiodetto, mediação: Tiago Santana
24/ 03, sexta-feira – 20hrs
Centro Cultural Yves Alves / R. Direita,168 -capacidade de público: 120 pessoas

Bate-papo com Guy Veloso, mediação: Eder Chiodetto
25/ 03, sábado – 11hrs
Teatro Casa de Bonecos / R. Direita, 288

Realização: Ipsis Gráfica & Editora
Organização, pesquisa e textos: Eder Chiodetto
Quando: 24 e 25 de março
Onde: 7º Festival de Fotografia de Tiradentes, MG
Sobrado 4 Cantos, Rua Direita, nº 5

Preço: valor de capa R$ 50,00 no lançamento Desconto de 20% – R$ 40,00. Pacote com os 6 volumes – R$ 220,00.

Sugestão para entrevistas:
Eder Chiodetto

/ (11) 4305-8022 / ederch@uol.com.br

Atendimento à Imprensa
Magali Martucci | Coleção Ipsis de Fotografia Brasileira

 (11)  95982-9018 / whatsapp (11)  98130-1095 / colecaoipsis@gmail.com

Coleção Ipsis de Fotografia Brasileira
(http://colecaoipsis.com.br)

Criada em 2013 com o propósito de homenagear a produção nacional em livros de imbatível qualidade e preço acessível, a coleção apresenta a produção de fotógrafos referenciais que pesquisam a brasilidade em suas diversas manifestações. Araquém Alcântara, Nelson Kon e Cristiano Mascaro e Thomaz Farkas compõem os 4 primeiros volumes.

Organização, pesquisa, organização e textos: Eder Chiodetto (http://ederchiodetto.com.br)

EDER CHIODETTO [São Paulo, SP, 1965] é mestre em Comunicação pela Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo. Atuou como repórter-fotográfico (1991-1995), editor (1995-2004) e crítico de fotografia (1996-2010) no jornal Folha de S. Paulo. Hoje, reúne as funções de jornalista, professor, curador e pesquisador de fotografia.
Como curador independente realizou, desde 2004, mais de 80 exposições no Brasil e no exterior. Chiodetto é também o curador do Clube de Colecionadores de Fotografia do MAM-SP desde 2006, diretor do Ateliê Fotô e publisher da Fotô Editorial.
É autor de diversos livros, entre eles, “O Lugar do Escritor” (Cosac Naify, 2002) “Geração 00: A Nova Fotografia Brasileira” (Edições SESC); “Curadoria em Fotografia: da Pesquisa à Exposição” (E-book, Prêmio Marc Ferrez/Funarte) e “German Lorca” (Cosac Naify), entre outros.

 

IPSIS GRÁFICA E EDITORA
(www.ipsis.com.br)

A Ipsis Gráfica e Editora S/A, empresa com 70 anos de atuação, é reconhecida por sua excelência gráfica, patamar alcançado através de constantes investimentos em pesquisas, técnicas, equipamentos e materiais especiais e na troca de experiências com editores, produtores culturais, designers, fotógrafos e artistas plásticos visando à obtenção plena de um alto padrão de qualidade.

Considerada a melhor gráfica editorial do país, tornou-se um referencial na produção de livros de arte e de literatura, luxuosas revistas segmentadas, bem como catálogos e relatórios anuais empresariais. A Ipsis também se distingue por ser a gráfica nacional mais premiada, condecorada mais de uma vez com o “Fernando Pini”, Prêmio Brasileiro de Excelência Gráfica, com o latino “Theobaldo de Nigris” e o internacional “The Premier Print Awards – Printing Industries of América”, conhecido como “Benny”.

Instalada desde 2011 em um moderno parque industrial de 12.000 m2 no município de Santo André, São Paulo, a empresa é autossuficiente na maioria das etapas de produção, conta com mais de 250 colaboradores diretos e indiretos e empenha-se constantemente para sedimentar  processos já certificados como o FSC® e ISO 9001: 2008.

http://www.guyveloso.com

Advertisements

Categories

%d bloggers like this: